sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Guatemala tem 3 vezes mais usuários de receptores e operadoras piratas que usuários legais, segundo orgão do país 19/12/15

Olha só em ,se no brasil o numero de usuários utilizando receptores não autorizados pela Anatel que são considerados '' Piratas'' é considerado grande , imagine só o estado da
Guatemala , um país aonde o numero de usuários usando tv por assinatura pirata é 3 vezes maior do que o numero de usuários utilizando tv por assinatura legal .Já imaginou que doideira hein ? Mais é isso mesmo meus caros , segundo dados divulgados pela ''Aprodica'' órgão regulamentador da tv por assinatura no país ,são um total de 1,16 milhões de usuários usando algum meio pirata para assistir tv por assinatura para  339 mil apenas para assinantes pagantes do serviço no país. É Interessante citar que a pirataria na tv por assinatura no país está em estagio super avançado já ,e o problema não é em especifico '' Decodificadores chineses ''que fazem a decodificação dos canais fechados , e sim operadoras de tv por assinatura piratas ,são aproximadamente 500 operadoras piratas no país para um total de 505 operadoras de tv por assinatura legais.Estima-se uma perda total de 20 milhões de dólares para o pais , e de 300 milhões de dólares nos últimos 10 anos para as operadoras de tv por assinatura que atuam no país.Rapaz , e se você falar que não ficou de boca aberta com uma informação dessa , eu não sei mais o que vai te deixar impressionado ao saber que tem um país aonde tem 3 vezes mais usuários não legalizados do que legalizados em um serviço , afinal não são todos os dias que nos deparamos com tal situação.



Gostou do post ? Curta nosssa fã page do Facebook e nunca mais perca nenhum post nosso assim que lançar :
https://www.facebook.com/pages/Team-azbox-az-Top/855245127824857?fref=ts

                                                  É O Team Azbox az com você !
Atenção : Todos os Direitos desse texto são reservados a Team Azbox az , a reprodução parcial ou total , levara a processo ao infrator.